The Orange League trará confronto entre faixa preta e faixa azul na edição do Brasil

Evento que ocorre no dia 13 de janeiro em São Paulo vem causando furor nas redes sociais

Créditos da imagem: Leandro Rounaud encara o prodígio Mica Galvão em São Paulo

Em outubro, a Copa Pódio lançou um desafio, onde um faixa preta deveria lutar contra um faixa azul, valendo vaga para o Grand Prix dos Pesos Leves da sexta temporada do evento. Somente dois faixas pretas se  candidataram ao desafio e quem acabou selecionado foi o amazonense Leandro Rounaud (23), da equipe Pina. O lutador enfrentará o recém graduado a faixa azul, Mica Galvão (15), em um duelo especial, na seletiva brasileira da The Orange League, que acontecerá no dia 13 de janeiro, no Centro Esportivo Mooca, localizado na Rua Taquari, n. 635, em São Paulo.

O combate vem sendo bastante comentando no cenário da luta e, segundo o faixa preta de jiu-jitsu, Amaury Bitetti, a vitória de um lutador faixa azul sobre um lutador faixa preta, é difícil, mas não impossível. “Eu acho que em um desafio como esse, o faixa preta tem muita responsabilidade. Já o faixa azul, entra para mostrar serviço, mostrar o que aprendeu, e caso consiga obter uma vitória em cima do faixa preta, isso será histórico, porque é difícil um faixa azul  vencer um faixa preta experiente. Mas no jiu-jitsu, se a pessoa conseguir encaixar uma posição, embora, não finalize, mas estabilizar, conquistar os pontos que precisa e vencer na matemática e experiência. Eu, por exemplo,  sempre treinei jiu-jitsu e judô, sempre controlei a pontuação e entrava para pegar no momento certo. Nunca desperdiçando força e nem gás. O faixa azul não tem responsabilidade nenhuma, ele está lá para tentar vencer, a obrigação sempre será do faixa preta, que é mais graduado”, avaliou.

Para o lutador Mica Galvão, o combate é uma importante oportunidade para mostrar seu talento. “Acho que será uma luta muito dura e independe do resultado, vou continuar respeitando o professor Leandro. Treinar com faixa preta, faz parte da minha rotina diária. Isso não é nada anormal. Eu não estou desrespeitando ninguém, apenas aproveitando a oportunidade para mostrar meu trabalho, já que essa foi a profissão que escolhi, e vou dar o melhor de mim, para alcançar um bom resultado”, declarou.

De olho na vaga para o GP dos Leves da Copa Podio, Rounaud elogia o nível técnico do adversário e acredita em um combate acirrado. “Não vejo problema nenhum em lutar com um faixa azul. O Mica é um adversário com um potencial muito grande. Eu não escolho adversário, confio no meu jiu-jitsu e estou sempre preparado para lutar. Vai ser bom enfrentar outro amazonense, pois isso valoriza ainda mais o nosso Amazonas, que é um celeiro de campeões”, relatou.

Os combates serão transmitidos pelo portak eletrônico www.fighteria.tv e os ingressos para quem mora em São Paulo e quiser assistir ao vivo podem ser comprados clicando AQUI.

 

 

Fonte: Greici Fernandes

Data da publicação: 2018-12-21 18:43:49

Veja também

Clark Gracie e Diego Borges retornam em um novo duelo, agora sem limite de tempo
Clark Gracie e Diego Borges retornam em um novo duelo, agora sem limite de tempo

Clark Gracie e Diego Borges defenderão suas cidades
em um combate sem limite de tempo, até pegar

Ver mais
Uma semana após vencer no MMA, Davi Ramos aceita o desafio da Copa Pódio.
Uma semana após vencer no MMA, Davi Ramos aceita o desafio da Copa Pódio.

Uma semana após vencer no MMA, Davi Ramos aceita o desafio e retorna ao GP dos Médios.

Ver mais
Copa Podio define grupos do GP dos Pesados; Saiba quem pega quem
Copa Podio define grupos do GP dos Pesados; Saiba quem pega quem

Sorteio de grupos aconteceu na segunda-feira (4), em Porto Alegre (RS)

Ver mais
Podio