Tricampeão da Copa Podio, Felipe Preguiça faz planos para o próximo evento: "Quero me testar cada vez mais"

Preguiça foi o mais leve atleta do GP de Pesos Pesados e ainda assim levou o título

Créditos da imagem: Felipe Preguiça em ação no GP de Pesos Pesados. Foto: Arthur Jr.

Bicampeão nos GP dos Pesos Médios e agora campeão do GP de Pesos Pesados, Felipe Preguiça está cada vez mais sólido em sua carreira na Copa Podio. O atleta da Gracie Barra Belo Horizonte, que venceu o GP realizado no dia 9 de maio, no Rio de Janeiro, levou o título mesmo sendo o mais leve entre os dez atletas do torneio.

Mineiro de poucas palavras e muita técnica, Preguiça bateu um papo sobre sua participação no Grand Prix, detalhou algumas das batalhas e revelou suas ambições no evento, após levantar a taça em duas categorias diferentes.

"Como não vou integrar o GP de Pesos Leves, queria fazer uma luta casada com alguém que nunca tenha lutado ou um adversário que já tenha me vencido. Quero me testar", disse o valente competidor.

Confira abaixo a conversa que tive com Felipe "Preguiça" Pena, tricampeão da Copa Podio:

 

Como foi lidar com a responsabilidade de encarar o GP de Pesos Pesados?


Não tive muita preocupação. Foi mais como um desafio para mim enfrentar caras bem mais pesados e mais fortes que eu. Todos os atletas são muito duros. Tinham vários nomes que eu já sabia que iria ser luta dura.


Qual foi a luta que você mais gostou de fazer?


Gostei muito da minha segunda luta, contra o Eduardo Luta Livre. Consegui aplicar uma pegada de costas muito diferente e difícil de fazer. O publico gostou bastante.


E teve alguma que, vendo agora, teria lutado diferente?


Na luta com o Pé-de-Chumbo acabei sentindo minha mão machucada e não consegui fazer pegada direito. Fiquei relaxado por já estar ganhando e ,analisando depois, não devia ter deixado ele tao solto. Ele é um atleta muito duro.


Como você analisa as lutas com o Honório, a derrota na fase de grupos e a vitória na final?


Foi o adversário mais difícil do GP. O Honório tem um jogo chato pra qualquer um, difícil fazer as coisas nele, muito pesado e forte. A primeira luta joguei aberto e errei muito. Na final procurei errar menos e aproveitar as brechas.


E qual foi o detalhe que te fez sair campeão?


Sou um cara que não desiste nunca e essa minha vontade de ganhar me fez campeão.


O que aprendeu com mais esta participação na Copa Podio?


Que a luta só acaba quando termina.


Qual o saldo final que você dá pra sua participação?


Estou feliz com o meu desempenho. Claro, a gente exige muito de nós mesmos e sempre enxergamos erros no próprio jogo, mas estou satisfeito de ter sido campeão sendo o mais leve do evento. Agora é continuar treinando forte e estar cada vez melhor para os próximos desafios.


Campeão nos médios e nos pesados. Qual próximo desafio o Preguiça gostaria de ter na Copa Podio?


Gostaria muito de fazer uma luta casada no próximo evento, já que será o GP dos Leves. Quero lutar com alguém que nunca lutei ou já tenha perdido. Quero me testar cada vez mais.

Fonte: Arthur Jr.

Data da publicação: 2015-05-18 12:55:44

Veja também

Com campanha impecável, Preguiça fica com o título máximo da noite dos pesos médios.
Com campanha impecável, Preguiça fica com o título máximo da noite dos pesos médios.

Com campanha impecável, Preguiça fica com o título máximo da noite dos pesos médios.

Ver mais
Encerramento da pesagem da Copa Podio
Encerramento da pesagem da Copa Podio

Todos os atletas estao preparados para cada uma das suas lutas

Ver mais
Fenômeno da marrom promete ‘bagunçar’ GP da Copa Podio: “Vou surpreender muitos faixas-pretas”
Fenômeno da marrom promete ‘bagunçar’ GP da Copa Podio: “Vou surpreender muitos faixas-pretas”

Campeão mundial peso e absoluto tenta destronar Felipe ‘Preguiça’ em 22 de novembro, no RJ

Ver mais
Podio