Copa Podio encerra a sua 4ª temporada com um grande espetáculo em São Paulo

Com transmissão ao vivo pelo Combate, o evento fez história no sábado passado (22)

A Copa Pódio escreveu mais uma bela história no livro do Jiu-Jitsu. Em sua última edição da quarta temporada, realizada no último sábado, em São Paulo, a liga profissional foi muito além do Grand Prix e presentou os fãs com mais um banquete de bom Jiu-Jitsu.

De astros consagrados a nova geração e duelos de levantar a torcida, a Copa Pódio teve destaques de sobra. A seguir, listamos seis dos melhores momentos daquela noite de 22 de outubro, no ginásio do Clube Sírio.

 

A hegemonia de Leandro Lo

Ele é leve, ele é médio, ele é pesado, ele é sinistro.  Leandro Lo, que vinha de vitória no GP dos Leves e dos Médios, não se intimidou diante dos gigantes no GP de Pesos Pesados.  O faixa-preta paulista venceu cinco lutas para conquistar o título e a tríplice coroa. Suas vitórias foram sobre o faixa-marrom Isaque Bahiense, Cassio Silva, Felipe Trovo, Nelton Pontes e , por fim, Alex Trans na grande final.  Lo chamou a atenção por usar a guarda de forma agressiva, aliando boas raspagens com ataques perigosos. Antes de deixar o ginásio e a sessão de fotos com os fãs, Lo disse: “Eu amo o Jiu-Jitsu, hoje foi um bom dia de trabalho”.

 

Dinamarca e Portugal fazem história

 Alex Trans e Nelton Pontes mostraram bastante ousadia diante de seus adversários e morderam o segundo e o terceiro lugar, respectivamente, no pódio do Grand Prix. Foi a primeira vez que dois atletas estrangeiros conseguiram essa façanha. O dinamarquês e o português fizeram história na Copa Pódio. Americanos, italianos, poloneses, emiratis, britânicos e jordanianos disputaram os GP's da Copa Pódio , porém nunca conseguiram alcançar o pódio. 

 

Copa Pódio ganha a TV em horário nobre

O Canal Combate renovou sua grade e colocou o Jiu-Jitsu em horário nobre em sua programação.  As noites de sábado, que eram reservadas para o MMA, deram lugar a liga profissional de Jiu-Jitsu, com um card preenchido por alguns dos melhores lutadores do mundo. Leandro Lo, Alex Trans, Rodrigo Cavaca, Diego Borges, Erberth Santos e outros protagonizaram lutas de respeito ao vivo.

 

Vikings dominam novamente, Tommy Langaker finaliza em 57 segundos

Eles venceram mais uma vez e com autoridade.  O time dos Vikings formado por Espen Mathiesen (NOR), Tommy Langaker (NOR), e Emilia Tuukkanen (FIN)  despachou o time dos Cangurus por 8 a 3. O primeiro a defender os Vikings foi Espen, que mostrou o poder da sua guarda ao raspar Ben Hodgkinson (AUS), depois de quase pegar as costas partindo do berimbolo. Logo em seguida, Tommy não economizou tempo para estrangular o faixa-preta Vicente Cavalcanti (AUS) pelas costas, em apenas 57 segundos.  A única vitória do time dos Cangurus veio através de Livia Cluchowska (AUS).  A australiana jogou por baixo e raspou Emilia para sair vitoriosa.

 

O show dos faixas-marrons

Isaque Bahiense e Fellipe Trovo foram um show à parte no GP dos Pesos Pesados. Os dois faixas-marrons não facilitaram a vida de nenhum faixa-preta no torneio.  Fellipe foi o terceiro lutador com o maior número de pontos no grupo amarelo e conquistou a vaga para as semifinais, após a lesão de Erberth Santos. Um de seus momentos marcantes foi quando quase finalizou Erberth num estrangulamento pelas costas arrochado.

Isaque, o mais leve do GP com 83,6kg, não sentiu a diferença de peso e duelo para frente contra os mais experientes.  Sua vitória contra Cássio Silva e guerra contra Erberth Santos levantaram a torcida presente no ginásio.

 

Montanha mantém o bom desempenho

Após vitória no Desafio No Gi na Argentina, Max Montanha conseguiu mais uma vitória ao aportar no Brasil. Contra o gigante Joaquim Mamute, Max fez uma luta bem travada e só no fim arriscou uma queda, que lhe garantiu a vantagem da vitória. Mesmo com a decisão polêmica, o paraguaio retorna na 5ª temporada para mais um desafio sem o tradicional paletó.

 

Data da publicação: 2016-10-25 16:29:32

Veja também

Pentacampeã mundial, Kyra Gracie analisa a luta sem limite de tempo do primo Clark Gracie.
Pentacampeã mundial, Kyra Gracie analisa a luta sem limite de tempo do primo Clark Gracie.

Kyra Gracie será córner do primo Clark no Desafio das Cidades da Copa Podio.

Ver mais
Lo defende título no GP dos Leves, pela última vez, em 9 de janeiro, no Ginásio do Hebraica
Lo defende título no GP dos Leves, pela última vez, em 9 de janeiro, no Ginásio do Hebraica

O paulista encara antigos rivais e astros da nova geração em sua última competição no peso leve

Ver mais
Lutador africano faz história como primeiro lutador do continente a disputar a Copa Podio
Lutador africano faz história como primeiro lutador do continente a disputar a Copa Podio

Ruben Caveira garantiu sua vaga no African Champions, a primeira seletiva oficial da Copa Podio

Ver mais
Podio